E

graca-1024x584

E me inicio com esse conectivo simples, com emenda pura,
Por sermos a sucessão de pequenos saltos:

Soltos, pela escuridão devida à opacidade das coisas
Presos, pela tendência dos objetos a se projetarem
Soldos, pela unidade entre luz e sombreado

E sempre começo por amor à continuidade
Pela aposta em rever sua face de carne e sangue,
De músculo e ossos, de nervo e desejo, de ósculo e alma

E o meu sonho é ser demora na sua não-matéria
E o que ponho é a glória de todo esforço em sermos cânones

E sempre começo sabendo que a fé em lhes rever
É ignição que atiça da ignorância à coisa ígnea

E é tudo que vale a pena inventar.

 

31/07/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s