Constelação

mystic-918502_1280

E eu pude ouvir o som agudo
Daquilo que o escorbuto não permite ver

A distinção entre o som maleável e fluido
Da queda da folha verde indelével
E o som duro da outra, seca,
Ressentida pela certeza pétrea
De sua estrutura rija, qual rocha,
Ser sua derradeira forma de se achar

Outra folha cai
E a nota é de coisa amortecida
O tom da verdura que orvalha
Forçando a manhã se pendurar no refluxo

Outra vai
E a nota é de coisa quebradiça
O tom do verdugo que navalha
Forçando o dia terminar seu curso

E assim se ligam os extremos
Dessa curva que nos erige e nos derruba

Consciência pura que alumia a soma dos medos
E o segredo de amar a distância escura
De uma estrela a outra.

01/07/2017.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s