O dia em que meu filho viu o Sol

João Pedro perdido no meio de presentes

Quando meu filho nasceu ele não chorou
Eu não pude ouvir o choro do meu filho
Nem minha esposa o ouviu
Nem o médico

Quando meu filho nasceu, pessoas brancas o levaram às pressas
E minha esposa ficou com olhar atônito no canto das vistas
À caça de resquícios de choro ou movimento de membros
Com medo de perguntar

Quando meu filho nasceu, saiu do ventre para o acrílico
Da carne em molde à rigidez do paralelepípedo
Do mistério da vida à translucidez do quase vidro
Da placenta ao percentual de ar

Quando meu filho nasceu ele cabia na minha mão
Mas eu não o podia segurar
E ele ainda não chorava
[Como seria sua voz?]

Quando meu filho nasceu deixou meus braços confusos e perturbados
Por me saber pai com um hiato onde ele deveria pousar
Como galhos de primavera sem andorinhas

Logo meu filho me riu sem som
E mesmo quando ele não ria eu via um sorriso em seus lábios perfeitos

Logo meu filho chorou e ouvi sua voz
[Ele tinha voz]

E se cansou das luzes onde não há noite ou dia
Onde pessoas de branco se misturam com as paredes igualmente brancas

Quando meu filho viu o Sol
[Meu Deus, eu posso lhe mostrar o sol, o céu, as nuvens, as flores e as andorinhas]

Eu chorei.

20/01/2013

A foto: João Pedro perdido em meio aos seus muitos presentes, na manhã após sua festa de um aninho. No mesmo dia em que esse poema foi escrito. João Pedro ficou quase quatro meses numa UTI neonatal até poder ver o Sol.

Anúncios

Um comentário sobre “O dia em que meu filho viu o Sol

  1. Sandro, desde a primeira foto, o olhar de seu filho chamou minha atenção e comentei isso. Agora entendo esse olhar. Que poema lindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s