Zoom

Nuvem eletrônica

Diante das coisas concretas
Conto pontos, somo ad infinitum

Ligo retas, meço a massa
Corto em fatias leves
Levo à lâmina da objetiva

Miro pela ocular
Vejo retículos cristalinos
Com átomos vibrantes

Me perco em nuvens eletrônicas
Onde probabilidades se concentram
Difundem
Evadem

A matéria se contorce inexata

Como nos espaços sem nexo
Entre os cinco dedos de
Deus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s