Conchas

Menino escutando concha

O universo é uma esponja,
Sua estrutura é porosa,
E o seu vazio é o som da concha
Que se cata à borda da espuma
Das águas.

Nas conchas se ouve o mar.
Mas ali não há mar,
Só um punhado de som,
Uns resquícios de areia,
Uma impressão de sereia
Que não se traduz.

A lei do universo é o vazio;
As estrelas são conchas sem alças;
E os astrônomos são atentas orelhas
Antenas à canção do vazio
De luz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s