Do status do saber

Criança sentada sob árvore olhando paisagem

Quando o mundo me era um palmo
E o sol apenas bola amarela
As ruas eram mistério
E longas
E fundas
Havia muitas fadas
Gnomos e
Noel

E atrás daquele morro
Uma cidadezinha branca
Dormia

Quando minha mãe me via de cima
Tudo era bonito
E os raios
As chuvas
As tempestades
Eram Deus
Batendo à janela

E a flor mais vadia
Era luz do sol de um dia
Inteirinho

Quando via meu pai de baixo
Nada sabia de cor
E qualquer coisa azul
Decorava meu dia

Enquanto isso meu horizonte descia
Descia descia

E quanto mais eu via
Menos sabia

E a sabiá
Virava
Ave

E a Ave
Perdia
Maria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s