Segunda mensagem

Filho da dançando com os pés sobre os do seu pai

Sei que você é
E será
Sendo no diálogo de partes
E sendas que não se enumeram

Nos fluxos e refluxos de sentido
E sua ausência e
Premência

Mas, meu mimo,
Tenho duas mãos
Um relógio em atraso
Um abraço
Uma ideia de oleiro
Um canteiro de obras e
Um céu tão fundo
Que você sempre cabe

Há tanto pra olhar
E imprimir sentido em mãos
Ambidestras
E tatuar-nos a pele
E tatearmos sorrindo
E ferir-nos com pétalas

O mundo contigo, menino,
Não será novo
Mas outro no qual finco placas
Sugiro estradas
Bato palmas
Escondo lágrimas

E com braços vazios te vejo
Correr.

Anúncios

7 comentários sobre “Segunda mensagem

  1. Deus sempre supre nossas necessidades, mas, desta vez, atendeu ao desejo do teu coração! Deus os abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s