Aos inconformados

Bombeiro chorando em protesto no RJ

Minha camisa é vermelha
Meu coração é uma telha
Onde abrigo um dedo a riste
E um grito além da goela.

Tenha um escudo à ombreira
E um giz entre dedos direitos
Esboço figuras de fúria
À feiúra das poucas moedas.

Noutra mão articulo artelhos
Minha voz tem o som de panelas
Que batem
Batem
Batem

E coturnos:

Bop
Bop
Bop.

Aos bombeiros e professores do Estado do Rio de Janeiro. Dentre os últimos, me incluo.

Anúncios

4 comentários sobre “Aos inconformados

  1. Olha que não tenho o hábito de me comover; é, comover-se é habituar-se ao sempre novo toque das coisas que a alma produz e assim comovo-me com o que fazem os homens aos hmens e como o s de bem reagem. É isso..

    1. Eu fico sem palavras, Magno. Tudo que está acontecendo mexe com o peito com choro e indignação. Suas palavras são muito bem-vindas e me trazem, de certa maneira, um toque de alívio. Muito obrigado, meu irmão, por passar por aqui. Forte abraço.

  2. Amigo professor-poeta, estive na assembléia do dia 07 e não houve quem não se comovesse com os depoimentos dos bombeiros que lá estavam. O sentimento é de indignação por tamanha injustiça!
    Homens de bem presos e um monte de corruptos soltos…Democracia????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s