Aos submersos

O reflexo do sol
Inexato nas crinas
De vai-e-vem.

Um frota em sua rota
Filha do horizonte branco

E sob ela
Seres desconhecidos
Não sabem
O sentido da simples palavra ar.

Afinal
Mar
É seu céu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s