Reciclagem

Espiral de palavrasMinha boca
Deseja mastigar
Palavras,
Lamber
Fonemas,
Morder
Os tremas
Que foram condenados
Ao desuso.

Minha língua
Deseja tocar
A abóbada;
Atingir
O ouvido de Deus,
Que não se importa,
Por saber
Não ser
Abuso.

Minha alma
Aflora
E se lança
Em letras
Iguais às de sempre.

Pego as letras
(As de ontem)
E em frente
Simplesmente
Reuso.

29/04/2009

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s